Corrupção policial, Abuso policial e Guarda Municipal.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.
O vídeo do flagrante da prisão da escrivã de polícia é chocante por vários aspectos:
1) A Corregedoria da Polícia Civil de SP armou um flagrante para prender uma escrivã do 25º Distrito Policial. Esta escrivã teria recebido R$ 200 para não investigar um homem detido com arma de fogo. [CASO DE CORRUPÇÃO POLICIAL];
2) Após o suposto pagamento da “propina”, um delegado da corregedoria entra no 25º DP e determina que a escrivã seja “revistada” por duas “policiais”. Esta e as demais filmagens foram feitas de forma ostensiva, inclusive com pleno conhecimento da escrivã suspeita. [Violação da imagem do suspeito de prática criminosa];
3) Após a “revista pessoal”, não encontrando o “dinheiro da corrupção”, o delegado determina a “revista íntima”, tirar a roupa da escrivã na frente dele (delegado] e com a câmera filmando tudo.
4) A escrivã pede que a “revista íntima” seja feita por mulheres policiais, em local reservado, e sem a filmagem;
5) O delegado determina que a escrivã seja algemada e, com a ajuda de outros policiais, incluindo uma agente da Guarda Civil Metropolitana (GCM) e uma soldado da PM, abaixa a calça e a calcinha da escrivã, na frente da câmera e de todos os presentes, e apresenta 4 notas de R$ 50 reais, suposta prova do crime de corrupção da escrivã.
6) A Coorregedoria da Polícia Civil não viu abusos na atuação de seus subordinados e arquivou o caso.A Corregedoria é chefiada por uma mulher, Maria Inês.
7) O Ministério Público não viu abuso na atuação dos policiais da Corregedoria e pediu o arquivamento das denúncias.
8) O Poder Judiciário acolheu o parecer do Ministério Público e determinou o arquivamento do caso.
9) A escrivã foi condenada em Processo Administrativo e expulsa da Polícia Civil em 2010.
10) Vazamento do vídeo sigiloso, que deveria estar sob guarda do Estado.

Comentários:
11) Não devemos esquecer a questão inicial: o caso envolvia uma investigação de corrupção policial: aceitar “propina” para livrar um suspeito de um inquérito criminal por posse de arma de fogo.
12) O abuso policial ficou evidente em várias situações:
a) Filmagem e exposição de um suspeito;
b) Revista íntima feita por “homens”, na presença de várias pessoas, e a filmagem realizada;
c) Vazamento das imagens para imprensa e colocadas na internet.
13) O que a agente da GCM (Guarda Civil Metropolitana) estava fazendo no local? A GCM tem competência legal para revistar suspeitos? Qual é a qualificação da agente da GCM para promover a “revista íntima” em um suspeito?
14) Se estes abusos acontecem dentro de uma delegacia, contra um agente policial, na presença de diversas autoridades, e tudo filmado, imaginem até que ponto vão os abusos quando se tratar da prisão de um “cidadão comum” sob suspeita da prática de alguma infração ou crime?
15) Concordo com as palavras do jurista Luiz Flavio Gomes: “Tudo o que foi feito foi errado. Não é isso que diz a lei. A Cosntituição diz: não se colhe provas violando a lei… e houve violação da lei… e filma crimes do começo ao fim… A conclusão estarrecedora é saber que tudo isso foi arquivado; e que nem o Ministério Público de SP, nem a magistratura de SP viu crimes nesse caso”.

A justiça é cega. Mas a injustiça todo mundo vê!

Anúncios

2 Respostas para “Corrupção policial, Abuso policial e Guarda Municipal.

  1. Foi muita injustiça e covardia o que esses caras fizeram contra aquela garota…

    Essa moça é INOCENTE dessa acusação e isso tudo foi uma ARMAÇÃO daqueles psicopatas da corregedoria…

    • Tiago,
      Esta posta não teve o objetivo de “julgar” a escrivã. Mas ism destacar grandes flagelos brasileiros: a corrupção policial e o abuso policial.
      No caso específico da capital paulista, ainda temos o agravande de uma Guarda Civil Metropolitana que pretende atuar como “pol´picia”, violando a própria Constituição Federal.
      É isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s