Falta dinheiro para creches e hospitais. Sobra dinheiro para túneis, pontes e viadutos.

A Câmara Municipal de São Paulo vai demonstrar todo o seu desprezo para com os 11 milhões de paulistanos. Uns 40 vereadores e o seu chefe Kassab vão aprovar a ilegal construção de um túnel de 2,4 quilômetros a um custo superior a R$ 3 bilhões de reais.
De 2001 até hoje, a Operação Urbana Consorciada Água Espraiada (OUCAE) arrecadou cerca de R$ 1,2 bilhão, gastando mais de R$ 300 milhões na ponte estaiada e não construindo uma única moradia e nem mesmo qualquer equipamento público.
O projeto de lei PL 25/2011, que vai ser votado hoje, modifica a lei municipal 13.260/2001 (Operação Urbana Consorciada Água Espraiada). A lei municipal 13.260/2001 determina a construção de um túnel de 400 metros no final do prolongamento da avenida Água Espraiada (atual Roberto Marinho) e também determina a reurbanização total da região, realocando os moradores das áreas atingidas por obras, com a realocação na própria região da Operação Urbana.
Ocorre que as construtoras e a especulação imobiliária vislumbraram a oportunidade de criarem um gordo “filet mignon”: ao invés de construir um túnel de 400 metros, por míseros R$ 500 milhões, acertaram com o nosso alcaide e mais uns 40 vassalos a ampliação do túnel para 4,4km!!! Depois renegociaram o butim para um túnel menorzinho: “apenas” 3,8km… mas o martelo foi baixado para a proposta de um túnel de 2,4 quilômetros, divididos o butim, digo o filé, digo a obra em quatro lotes… Isso tudo ao arrepio da lei 13.260…
Depois que o Tribunal de Contas do Município de São Paulo (TCM) apontou mais de 70 ilegalidade na “licitação”, a barganha foi suspensa… e o nosso alcaide mandou um projeto (PL 25/2011) para consolidar a ilegalidade.
Para tanto, o nosso alcaide precisa de 40 vassalos para aprovar este verdadeiro assalto aos cofres públicos.
continua…
Então ficamos assim: sem creches, sem hospitais, e sem transporte público. Mas com uma ponte estaiada mais cara do que a Torre Eiffel (Paris, França), além de um túnel cujo custo dará “inveja” aos construtores do túnel sob o Canal da Mancha (Liga a França à Inglaterra).

São Paulo, 28 de junho de 2011.
Mauro Aves da Silva, pelo Movimento Jabaquara Livre
Não vote nos vereadores-vassalos de São Paulo. Vote pela emancipação dos distritos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s