Por que o PT de São Paulo varreu a “privataria tucana” para debaixo do tapete?

Por que o PT de São Paulo varreu a “privataria tucana” para debaixo do tapete?

O livro “Privataria Tucana” (jornalista Amauri Ribeiro) trata de privatização de empresas públicas, corrupção, lavagem de dinheiro, espionagem política, chantagens e acobertamentos dos crimes praticados por verdadeiras organizações criminosas… Nesse livro parece que não há mocinhos… parece que só tem bandidos…

É curioso notar que, embora o livro trate do caso do Banco Banestado (evasão de divisas através do banco estadual do Paraná) e dos “Títulos Precatórios” (caso da emissão de títulos para pagar dividas fictícias e finaciar a corrupção), até mesmo os jornalistas que estão divulgando o livro estão esquecendo-se de fazer algumas perguntas capciosas e outros fatos curiosos:
1) Se a maior farsa com os “títulos precatórios” ocorreu durante a gestão Maluf-Pitta na prefeitura de S. Paulo-SP, por que o governo da petista Marta Suplicy não investigou adequadamente o caso e denunciou como ilegal acordo feito entre a Prefeitura de São Paulo, o Governo Federal e o Banco do Brasil, que assumiu os créditos da dívida de R$ 7 bilhões referentes aos títulos precatórios da Cidade de São Paulo?
2) Por que a então prefeita petista Marta Suplicy não denunciou o “acordo da dívida” que obrigava a prefeitura a pagar 13% da arrecadação municipal para o governo federal? Até mesmo as verbas da educação tiveram uma ilegal redução de 13% do seu valor, dinheiro este utilizado para pagar uma dívida que não foi feita para financiar a Educação?
3) Qual foi o acordo político feito para que o PT aceitasse o banqueiro João Sayad como secretário de finanças da Marta Suplicy? O banqueiro João Sayad saiu da prefeitura tão logo terminou o prazo de 30 meses de pagamento dos 13% da arrecadação municipal para o governo federal… ganha uma cópia dos resultados do ENEM quem adivinhar o nome do chefe de gabinete do então secretário-banqueiro João Sayad; e que o sucedeu no cargo… Sayad foi secretário de cultura no governo estadual de José Serra (aprovou um Teatro da dança por R$ 300 milhões) e hoje é presidente da TV Cultura, onde está promovendo um verdadeiro desmanche.
4) A prefeita petista Marta Suplicy mobilizou a bancada do PT e até “oposicionistas” para reduzir as verbas da educação em 50%… seria para sobrar dinheiro para o asfalto, disse a petista…
5) Por que a então prefeita petista Marta Suplicy não investigou a fundo as denúncias contra o CASA, que movimentava R$ 30 milhões ao ano?
6) O Tribunal de contas do Município encerrou o caso do CASA sem aprofundar na questão da destinação dos recurso e sem denunciar as ilegalidades e os seus responsáveis. A decisão contou com o apoio do conselheiro Mauricio Farias, um ex-petista que era ferrenho crítico das administrações Maluf e Pitta.
7) Qual foi o acordo feito pela prefeita petista Marta Suplicy com o PL para se livrar da instalação de dois processos de impeachment por não aplicar o mínimo legal da educação e não garantir os direitos da criança no município de são Paulo?
8) sobre o secretário de governo da Marta Suplicy era o Rui Falcão. No livro do Amaury, Falcão e tido como a pessoa que falou com a imprensa sobre os “aloprados do PT” na eleição presidencial de 2010.
9) O líder da prefeita Marta Suplicy era o vereador José Mentor. Atualmente deputado federal, José Mentor foi um dos relatores da CPI do Banestado e tem um projeto para “anistiar” quem enviou dinheiro ilegalmente para fora do Brasil.
10) Quais foram os verdadeiros termos do acordo PT/PL para a chapa eleitoral presidencial de 2002?
11) Quais foram os verdadeiros termos do acordo PT/PL para a chapa eleitoral nas eleições municipais da prefeitura de S. Paulo em 2004?
12) Por que o Governo Lula não fez CPI da divida externa? Será que o governo Lula sabe que a grande parte dos credores da dívida externa está na mão de brasileiros? E que possivelmente estes “empréstimos” internacionais foram objetos de recursos desviados do Brasil para o exterior?
13) quando é que os governos Lula-Dilma vão investigar e publicar todos os atos que levaram à intervenção e posterior decretação de falência do Banco Santos? Algum dia vamos ficar sabendo o porquê da intervenção ter sido adiada em um dia? Quem é que tinha conta no Banco Santos e sacou dinheiro na véspera da intervenção?
14) Nas eleições de 2010, a candidata Marta Suplicy recebeu legalmente uma doação de R$ 2 milhões da construtora Camargo Correa…

Continua…

Mauro Alves da Silva
https://blogdomaurosilva.wordpress.com/

Anúncios

2 Respostas para “Por que o PT de São Paulo varreu a “privataria tucana” para debaixo do tapete?

  1. Engano seu tentar desviar os verdadeiros culpados esquecendo-se de denunciar o silencio da grande mídia sobre a “Privataria Tucana” que se encontra em 1º lugar na lista dos mais vendidos. Observe que não houve nenhuma reportagem sobre estas denuncias (veja, isto é; estadão; folha e rede globo) que no passado foram destaque da própria veja que na época era partidária do ACM. O grande mote do livro é o entreguismo de nosso patrimônio e as propinas escandalosamente recebidas e documentadas, onde o serra e sua filha são desmascarados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s