Pinheirinho, USP, cracolândia, Jardim Edith, Água Espraiada e Morumbi…

Muita gente ficou indignada com a forma truculenta da polícia militar paulista na desocupação da área chamada Pinheirinho, na cidade de São José dos Campos, Estado de São Paulo…
Mas esta foi a mesma policia militar paulista que foi aplaudida quando violentamente agrediu os alunos da USP (campus Butantã), agrediu violentamente os viciados na região da “cracolândia” (centro da Capital), e também agrediu um aluno negro na USP-Leste…
Os acontecimentos em Pinheirinho foram vistos e ouvidos por todo o Brasil e o mundo… até mesmo uma imprensa elitista da capital paulistana rendeu-se á obviedade: a desocupação foi violenta, abusiva e se caracterizou como um flagrante de violação dos direitos humanos das famílias mais pobres.

Embora a exclusão dos mais pobres seja a tônica dos governantes brasileiros, a imprensa paulista e paulistana evitar comentar os abuso praticados na própria capital do Estado de São Paulo. Por exemplo: onde estão os moradores que foram expulsos da favela do Jardim Edith, que fica ao pé da ponte estaiada, que custou mais de R$ 300 milhões de reais?
Será que pixar a ponte com o nome do falecido dono do Jornal Folha de São Paulo foi suficiente para calar o jornal sobre as ilegalidades na Operação Urbana Água Espraiada?
Aliás, parece que a fórmula de adoçar o bico da mídia paulistana tem dado certo, pois foi só pixar a avenida água espraiada com o nome do falecido dono da TV Globo que pararam de falar que gastaram mais de R$ 800 milhões na avenida e só entregaram metade (gestão Paulo Maluf)… e uma ponte orçada em R$ 70 milhões, licitada por R$ 140 milhões, e entregue inacabada a um custo superior a R$ 300 milhoes (gestão marta Suplicy)… e agora, na gestão Serra-Kassab, arrecadaram mais de R$ 1 bilhão com a “Operação Urbana”, mas não construíram uma única moradia popular, embora tenham cadastrado mais de 8 milfamílias moando em favelas ao longo do córrego Águas Espraiadas…

Para quem acha que os governantes paulistas vão mudar, não perdem por esperar. A ilegal modificação da Operação Urbana Água Espraiada reinventou uma forma de expulsar os pobres para bem longe: inventaram um tal de “parque linear de 700 mil m2” para expulsar favelados, os pobres e até mesmo os pequenos proprietários e comerciantes que vivem na região há mais de 50 anos… haja policia militar para expulsar mais de 20 mil famílias que estão “atrapalhando” os grandes interesses da especulação imobiliária da perversa elite branca paulista…
Isso tudo sem nunca esquecer do interesse da especulação imobiliária e das construtoras: o prefeito-corretor Gilberto Kassab e os seus 40 vereadores-vassalos ilegalmente aprovaram a construção de um túnel de R$ 3 bilhões… e nem mesmo refizeram a licitação que já entregava a região à sanha de 4 construtoras… tudo isso ao arrepio da lei federal 8666/1993 (lei das licitações)…

E tem mais: com a ganância e a voracidade como única forma de política existente na cidade de São Paulo, sobrou até mesmo a rica região do Morumbi: aprovaram um monotrilho (trem em pista suspensa) que vai descaracterizar a região, causar várias desapropriações, inclusive em um cemitério… Já imaginaram as dondocas do Morumbi enfrentando os seus “heróis policiais militares”? O primeiro spray-de-pimenta na cara a gente nunca esquece…

Vamos ver como é que as mídias paulistana e paulista vão tratar dos casos de desocupação ou desapropriação ao longo deste ano na capital paulista… vamos ver se as famílias pobres das favelas terão mesmo tratamento “da polícia e da mídia” que será dispensado aos moradores de Moema, Morumbi ou Lapa, por exemplos…
Quem viver, verá.

São Paulo, 29 de janeiro de 2012.
Mauro Alves da Silva.
https://blogdomaurosilva.wordpress.com/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s