Merchandising cai 25% no BBB12, anunciantes estao assustados c/ ‘crime sexual’

Merchandising cai 25% no BBB12, anunciantes estao assustados c/ ‘crime sexual’
08:35 Segundo levantamento do Controle da Concorrência, que monitora inserçoes comerciais na TV para informaçao do mercado, o BBB sofreu queda de 25,3% em açoes de merchandising este ano – em relaçao ao BBB11. De 10 de janeiro a 2 de fevereiro, o BBB12 teve 50 açoes de produtos dentro da casa, ante 67 da versao 2011 no mesmo período. A noticia está na coluna Outro Canal, da Keila Jimenez na Folha para assinantes. Diz que o jornal apurou que os anunciantes do BBB 12 estao preocupados com a polêmica que culminou na expulsao do modelo Daniel Echaniz, “e que muitos nao querem mais ter sua imagem associada ao programa”. Os patrocinadores nao quiseram se manifestar oficialmente. Procure todas sobre BBB12 no Blue Bus 07/02 Blue Bus

http://www.bluebus.com.br/show/1/108444/merchandising_cai_25_no_bbb12_anunciantes_estao_assustados_c_crime_sexual

Anúncios

Uma resposta para “Merchandising cai 25% no BBB12, anunciantes estao assustados c/ ‘crime sexual’

  1. colunistas – ricardo feltrin
    “BBB” cai 35% desde 2002; edição atual é segundo pior ibope do reality

    17/02/2012 – 08h06
    Publicidade

    RICARDO FELTRIN
    EDITOR E COLUNISTA DO “F5”

    Do ponto de vista de ibope, o “BBB12” vai mal. Até o momento é a segunda pior audiência do reality desde sua estreia, em 2002.

    Mesmo sem cenas quentes, “BBB12” sugere sexo entre Laisa e Yuri
    Piscina do “BBB” é acusada de ser foco do mosquito da dengue
    Ex-BBB Daniel diz que quem o acusa de estupro quer aparecer

    Da primeira edição para a atual, o “BBB” perdeu mais de 35% em pontos de ibope, e quase um terço da participação nas TVs ligadas. Ou seja, um em cada três TVs na Grande São Paulo, símbolo do mercado telespectador e publicitário, tirou da Globo e foi ver ou fazer outra coisa. Vejam primeiro como está o “BBB12”:
    Editoria de Arte/Folhapress

    Há quem defenda (na Globo) que a emissora dê um tempo do “BBB” em 2013. Tipo, digamos, ficar um ano sem programa, como “abstinência”. Seria uma forma de tentar repensar o formato no país e tentar atrair a atenção do telespectador para o jogo novamente.

    O problema, se é que podemos usar essa palavra, é que o “BBB” ainda é extremamente rentável. Uma edição do “BBB” fatura mais do que toda a RedeTV! num ano. Apesar disso, o volume de merchandising no programa caiu mais de 20% este ano. Veja a audiência das edições do reality:
    Editoria de Arte/Folhapress

    Ricardo Feltrin, 48, está no Grupo Folha desde 91. Exerceu os cargos de repórter, colunista, editor e secretário de redação, entre outros. É atualmente editor e colunista do F5, site de entretenimento da Folha, e também colunista do UOL, onde apresenta o programa Ooops! às terças.

    http://f5.folha.uol.com.br/colunistas/ricardofeltrin/1049385-bbb-cai-35-desde-2002-edicao-atual-e-segundo-pior-ibope-do-reality.shtml

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s