Arquivo da categoria: Educação

Jornada da Cidadania, dia 09-12-2017, no CEU Caminho do Mar


PROJETO JORNADA DA CIDADANIA:
Data: 09/12/2017, das 10h as 16h.
Local: CEU Caminho do Mar (Jabaquara), Av. Eng. Armando de Arruda Pereira, 5241.

A Jornada da Cidadania é um evento realizado pela Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, organizado pela Coordenadoria de Integração da Cidadania (CIC), que busca a figura de um Estado mais próximo da comunidade, no qual esses dois atores atuam de forma integrada. Nessa ação são oferecidos serviços integrados, da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania e de seus parceiros, à população que vive em regiões de alta vulnerabilidade social, como serviços de documentação (RG, CTPS, Certidões de nascimento, casamento e óbito), orientação jurídica, social e previdenciária, balcão de emprego, apresentações culturais (música, artesanato, dança), oficinas e brincadeiras para crianças, orientações e serviços de saúde (teste de glicemia, pressão arterial, medição de peso e altura, teste de DST), atividades de beleza como, corte de cabelo, manicure e limpeza de pele. Procura assim assegurar a democratização do acesso à justiça e à cidadania, bem como o envolvimento com a comunidade local e com o terceiro setor, construindo um projeto comum, voltado para a melhoria das condições de vida em nível do bairro, da cidade e em último plano do Estado.

Orientações Jurídicas: Dr. Greci Ferreira, assessor jurídico do Grêmio SER Sudeste – Defesa do Consumidor e Promoção da Cidadania.
(o Grêmio SER Sudeste é filiado ao CONSABEJA).

Realização: CIC Casa da Cidadania, no Jabaquara
Coordenador: Carlos Eduardo do Nascimento

Apoio: Poupa Tempo Cidade Ademar; Embelezze; SERASA; ABEUNI; CET; ESSA; IIRGD; IPEM; Defensoria Pública; PROCON, IMESC; Unidade Móvel da Cidadania LGTB; SABESP; GCM Canil; Mary Kay; Instituto Biológico; PROVISA; CONSABEJA; Comunidade Ativa Vila Clara; Alô comunidade; Grêmio Sudeste.

Divulgação: http://www.consabeja.org

Anúncios

Escola sem partido merece Prêmio IgNóbil de Educação?


Projeto Escola sem partido.
Permite que qualquer imbecil possa afirmar em sala de aula que a terra é plana, que nazismo é de esquerda…
E que o desenho animado Os Frintstones é uma prova de que os dinossauros e os humanos conviviam ao mesmo tempo.

Indicado ao Prêmio IgNóbil de Educação 2017.

Divulgação: http://www.blogdomaurosilva.wordpress.com

CADÊ O DINHEIRO DA OPERAÇÃO URBANA ÁGUA ESPRAIADA?


***

A prefeitura disse que o dinheiro já acabou; e que precisa vender mais R$ 1 bilhão de títulos para continuar as obras que estão inacabadas (sem falar no túnel que vai custar mais de R$ 3 bilhões).

Se for aprovado o Projeto de Lei PL 722/2015, haverá mais dinheiro. Mas este dinheiro vai para as obras no Brooklin e na Chucri Zaidan. Além disso, não se fará novos cadastros de famílias; e ainda retira o direito dos moradores inquilinos e proprietários. Quem quiser garantir a sua moradia tem de se mobilizar desde já.

Vamos todos participar da MARCHA PELA PAZ – Jabaquara 2017 (Domingo, as 9h)

(Concentração em frente a Subprefeitura do Jabaquara. Saída da Marcha ás 10h para o CEU CAMINHO DO MAR)

PAZ – SAÚDE – EDUCAÇÃO – MORADIA PARA TODOS

São Paulo, 25-09-2017. Mauro Alves da Silva; Presidente do Grêmio SER Sudeste – cel.: 11-954544193 (Tim e Zap)

(Relatório de Receitas e Despesas na Operação Urbana Água Espraiada – 31-01-2017)

Descrição Arrecadação

Valor (milhões R$)

*

Descrição Despesas

Valor (milhões R$)

Venda de CEPACS

2.945

*

Parque Chuvisco

9

Receita Financeira (juros)

955

*

Aluguel Social

24

Valor Total Arrecadado

3.900

*

Gerenciamento (Habitação Social)

37

*

Obras (Projetos e Fiscalização)

82

*

Administração (SPObras e SPUrbanismo)

175

*

Habitação Social (entregaram 700 unidades e vão entregar mais 500 até 2018)

179

*

Obras (Av. Roberto Marinho e Via Parque)

195

*

Valor pago na Ponte Estaiada

340

*

Metrô (para desapropriações ao longo da linha Jabaquara-Morumbi

390

*

Obras (Chucri Zaidan e Ponte Laguna)

429

*

Desapropriações

1.158

*

Total Gasto

3.018

Marcha Pela Paz – Jabaquara 2017, domingo as 9h.


Marcha Pela Paz – Jabaquara 2017, dentro do programa “Problemas & Soluções”, celebrando os 40 anos do CONSABEJA-Jabaquara.
Nova data: 01/10/2017.
Por questões técnicas e operacionais, visando a garantia de apoio e segurança dos participantes, informamos que a MARCHA PELA PAZ no Jabaquara 2017 foi transferida para o dia 1º de outubro de 2017, Dia Internacional do Idoso.
A Marcha Pela Paz – Jabaquara 2017 será realizado no Jabaquara (Metrô Jabaquara até o CEU Caminho do Mar), em 01/10/2017, das 9h as 10h30.
A participação é livre e haverá certificados de participação a todos (pela internet).
Será realizada a Gravação em vídeo da Marcha Pela Paz – Jabaquara 2017 e o mesmo será disponibilizado na internet com acesso livre.
Público Alvo: Moradores do Jabaquara e região, familiares, lideranças comunitárias, agentes governamentais, jornalistas e comunicadores.
Estimativa de público: 500 pessoas.

Programação Provisória:
9h – Concentração em frente à prefeitura regional do Jabaquara.
9h30 – Oficina de cartazes e Leitura do Manifesto pela Cultura da Paz.
10h– Início da MARCHA PELA PAZ – JABAQUARA 2017
10h45– Chegada ao CEU Caminho do Mar.
11h – Apresentações Artísticas no CEU Caminho do Mar.
12h– encerramento.
(Obs.: Inscrição gratuita e poderá ter transmissão online. Haverá certificado de participação).

Organização: http://www.consabeja.org

Marcha Pela Paz – Jabaquara 2017.


Marcha Pela Paz – Jabaquara 2017
Dia 17/09/2017, as 9h.
Inicio no Metrô Conceição até o CEU Caminho do Mar.
Tema: Paz, Saúde, Educação e Justiça Social.

A Marcha Pela Paz – Jabaquara 2017 lançará o Observatório Paulista Contra a Violência, o qual fará o monitorando das políticas públicas voltadas à questão. Além disso, o Observatório Paulista Contra a Violência apresentará propostas, caminhos e soluções para superar a falta de políticas públicas na área, incluindo práticas e projetos de Saúde, Educação e Cultura da Paz na formação continuada de lideranças comunitárias.

Organização: CONSABEJA-Jabaquara – http://www.consabeja.org

Colabore com a a Marcha Pela Paz
https://www.vakinha.com.br/vaquinha/marcha-pela-paz-jabaquara-2017

O secretário Alexandre Schneider mentiu na Audiência Pública?


Mauro Alves da Silva, pelo Fórum Municipal de Educação da Cidade de São Paulo fez 5 perguntas diretas ao secretário municipal de educação da Cidade de São Paulo, Alexandre Schneider:
1) Qual foi o estudo técnico específico usado para cortar R$ 300 milhões do Programa Leve leite? Para cobrir as necessidades diárias de cálcio as crianças deveriam, então, comer 1kg de verduras…
2) Qual o motivo da suspensão dos repasses da verba da merenda por parte do governo federal nos últimos 4 anos?
3) Como está o Conselho da Merenda no Município de São Paulo? Estão se reunindo? Como são escolhidos os alunos e os pais de alunos para este conselho?
4) Por que a Secretaria Municipal de Educação sonega a informação sobre os relatórios de visitas das supervisões escolares nas escolas municipais?
5) O secretário Alexander Schneider disse que não vai abrir sindicância para apurar as denuncias de que a Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) João Amós Comenius, na Brasilândia (zona norte), estaria marcando crianças com tinta para que elas não repetissem a merenda. O secretário disse que ouviu a diretora… e que ela errou… mas que não vai abrir sindicância… e que o Ministério Público abriu investigação… e que ele (secretário) vai defender a diretora… Pergunta: o secretario não vai ouvir os alunos e seus pais?

Resposta 1: O secretário Alexandre Schneider disse que houve estudos sobre a questão do Leve Leite.

Observação 1: ou o secretário está mentindo ou a própria secretaria municipal está mentido. Segundo resposta oficial da SME não houve estudo específico, tendo sido uma decisão política do prefeito em razão da restrição orçamentária: “É também nesse período da vida que o leite se apresenta como complemento alimentar de grande importância; – e também, como fator determinante para a decisão de se repensar o formato de atendimento do Programa, direcionando-o para quem realmente precisa, foi a restrição orçamentária pela qual passa o Município de São Paulo”. (Lei de Acesso à Informação, Protocolo nº 20994, de 24/03/2017, abaixo)

Resposta 2: O secretario diz que não julga ninguém…

Observação 2: O secretário Alexandre Schneider prevaricou? Não caberia a ele mandar instaurar uma sindicância? Ao dizer que a diretora é inocente ele não antecipou um julgamento? O Secretário não sabe que “marcar o aluno” cria um constrangimento ilegal? O secretário não sabe que o constrangimento ilegal tem prescrição de punição legal nos termos do Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA (lei federal 8069/1990)? Ele não sabe que é o responsável final pela eventual punição a ser aplicada à diretora? Isso é ou não é prevaricação?

S. Paulo, 30-08-2017.

Mauro Alves da Silva.
Presidente do Grêmio SER Sudeste.
http://www.gremiosudeste.wordpress.com

Coordenador do Movimento Comunidade de Olho na Escola Pública
http://www.movimentocoep.wordpress.com

Membro do Fórum Municipal de Educação da Cidade de São Paulo.
http://www.fmesaopaulo.org

http://www.agora.uol.com.br/saopaulo/2017/08/1911263-escola-municipal-marca-aluno-para-nao-repetir-merenda.shtml

***
Protocolo: 20994
Requerente: Mauro Alves da Silva
Data de Abertura: 24/03/2017
Prazo de atendimento: 13/04/2017
Órgão da solicitação: SME – Secretaria Municipal de Educação

Solicitação do requerente: Pedido 19-2017. Para: Secretaria Municipal de Educação da Cidade de São Paulo – SME. Resumo: Estudo ou parecer técnico que embasou as mudanças no Programa Leve Leite; 19-2017 – Solicito cópias dos Estudos ou pareceres técnicos que embasaram as mudanças no Programa Leve Leite;

Resposta: Prezado Munícipe, Para reformulação no Programa Leve Leite, criado em 1995, esta SME, juntamente com seu corpo técnico, considerou os seguintes aspectos: – o Programa Leve Leite, surgiu no ano de 1995, quando se vivia outra realidade em termos de Segurança Alimentar e Nutricional em nossa Cidade; – a desnutrição apresenta queda em todas as faixas etárias, comparado com prevalências do passado, conforme estudo anexo; – o Programa Municipal de Alimentação Escolar evoluiu significativamente, sempre alinhado com diretrizes e recomendações mundiais que permeiam a saúde alimentar da população, e tornou-se referência mundial; – a situação de vulnerabilidade a que estão sujeitas determinadas famílias de baixa renda; – as crianças com idade de creche e pré-escola não matriculadas na Rede Municipal de Ensino e portanto sem acesso ao Programa de Alimentação Escolar; – Nos últimos anos se intensificaram estudos mostrando a importância do pleno desenvolvimento infantil na idade de 0 a 6 anos, fase que ficou conhecida como Primeira Infância. É nesse período da vida que as crianças desenvolvem com maior intensidade as habilidades motoras, cognitivas, sociais e emocionais que as acompanharão durante a vida. É também nesse período da vida que o leite se apresenta como complemento alimentar de grande importância; – e também, como fator determinante para a decisão de se repensar o formato de atendimento do Programa, direcionando-o para quem realmente precisa, foi a restrição orçamentária pela qual passa o Município de São Paulo. Para todos os aspectos apresentados existem estudos, artigos, matérias amplamente divulgados e publicados. Atenciosamente, Fatima Elisabete Pereira Thimoteo Chefe de Gabinete Secretaria Municipal de Educação

Para obter detalhes do pedido de informação registrado, acesse o e-SIC pelo link http://esic.prefeitura.sp.gov.br e clique na opção do menu do sistema “Consultar Pedido“.

Atenciosamente,

Salário de um juiz desembargador…


Juiz desembargador do Tribunal de Justiça de SP diz que juiz precisa de um segundo emprego porque ganha pouco…
Ele também disse que paga R$ 10 mil de plano de saúde, e tem o aluguel e o carro…
Vejam a remuneração deste juiz desembargador:

Janeiro 2017 R$ 66,5 mil

Fevereiro 2017 R$ 66,3 mil

Março 2017 R$ 83,8 mil

Abril 2017 R$ 55,6 mil

(*) O plano de saúde é integralmente descontado do Imposto de Renda

http://www.blogdomaurosilva.wordpress.com